Valle Calchaquí

0
125

Viajar pelo Valle Calchaquí foi uma grande surpresa. A ideia veio quando ainda estava no Brasil fazendo wwoof em Rolândia. Lá conheci a Belén, uma argentina que estava viajando pelo Brasil e que me sugeriu o roteiro.

Maquete do Valle Calchaquí no Museu Pachamama
Maquete do Valle Calchaquí no Museu Pachamama

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O norte da Argentina é cheio de montanhas grandiosas e picos nevados. As pessoas tem uma característica mais próxima dos povos originais que lá viviam do que do tipo europeu de Buenos Aires. Além disso, e é muito mais barato!

Desde que cheguei na Argentina, percorri todo o caminho até a fronteira com a Bolívia pegando caronas, que é muito fácil e seguro- a não ser saindo de grandes cidades como Rosário e San Miguel de Tucumán, que me indicaram pegar um ônibus até uma cidade próxima e de lá pegar carona.

Nessas estradas conheci muita gente interessante, alguma das quais fui reencontrando pelo caminho, já que todos subiam pela mesma estrada, que ao final do vale vai cair na Ruta 40, a famosa estrada nacional que corta toda a Argentina de norte à sul.

Fui seguindo  a estrada sem muito planejamento. Achar hostels baratos é algo que se vai aprendendo pelo caminho e usualmente são nos mais baratos que se encontram as pessoas mais interessantes.

Logo se chega à conclusão que as paisagens deslumbrantes são um mero coadjuvante diante das pessoas que cruzam seu caminho. E que é isso o que realmente importa.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here