sul de Minas: Carrancas

0
40

aí que postei as fotos de Carrancas, vocês viram?

essa região de Minas Gerais é muito bonita, cheia dos morros pra todos os lados, e um clima bom de fazer frio à noite e de manhã e um calorzinho simpático durante a tarde. ainda quero ver se dou mais uma volta por aqui antes de sair de Minas e atravessar a divisa pra São Paulo.

o único jeito de chegar em Carrancas é por Itutinga. aí é descer do ônibus na praça e esperar o outro na frente da padaria. mas motorista de ônibus por esses lados é tudo muito tranquilo e não precisa sair correndo com a mochila pesada arrastando que eles param em qualquer lugar.

em Carrancas aproveitei pra escrever e ficar um pouco à toa, sentada na varanda da pousada olhando a vista; fiquei na pousada Céu e Serra, que está a uns 2 km da cidade, mas perto de algumas cachoeiras. a pousada tem um preço bem bom, com desconto durante a semana, e não entrou na onda do carnaval antecipado que acontece por lá quinze dias antes do carnaval de fato. isso porque parece que a turma é muito religiosa e durante o carnaval eles ficam rezando.

img_8939

fui nas cachoeiras próximas. quando ia perto da pousada, me acompanhavam a Nina (da foto) e a Kira. na hora do almoço o dono da pousada me dava uma carona pra cidade e eu ficava por lá num café até mais ou menos umas três da tarde, quando rolava a carona de volta.

img_8968
img_8974
img_8999

atravessando a rodovia tem o complexo de cachoeiras da Toca. passei um dia todo lá desafiando as águas geladas e errando as trilhas entre uma cachoeira e outra. no final tem o Poço do Coração (na foto de cima), que fica num lugar cheio de pequenas quedas e pequenos poços, parece um mini parque aquático.

img_9023

é um lugar gostoso de passar uns dias e é sempre bom parar com calma sem a pilha de conhecer todas as mil cachoeiras que têm por ali em volta. quando a gente faz viagem de alguns dias e volta depois pra casa, é certo querer aproveitar o máximo possível. mas quando a viagem é a vida, não dá pra querer ficar se ocupando o tempo todo. a gente precisa também de um pouco de silêncio e essa certeza de que de qualquer forma jamais vai dar pra conhecer tudo. sempre vai ter uma cidade vizinha que “vale a pena”. o desafio é fazer as escolhas e mais ainda escolher as renúncias.

estar no sul de Minas faz gritar mais ainda essa constatação. é muita cidade bonita pra se conhecer por aqui. mas quero também seguir ao sul. rever amigos do Rio Grande do Sul, Uruguai, Argentina. a viagem está só começando.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here